top of page

Ação cooperativa em prol do manejo da resistência


As táticas de manejo da resistência baseiam-se na interação entre vários fatores, como: cultura, pragas, introdução de pragas, ecossistema, produtor, produção, indústria, alimentação, comércio nacional e internacional, economia, entre outros.


A prevenção é o método prioritário para evitar/retardar a evolução da resistência. Sendo assim, o monitoramento da resistência, rotação de culturas, o uso consciente de defensivos agrícolas (sintéticos e/ou biológicos), práticas culturais, utilização de inimigos naturais e plantas Bt, são fundamentais na preservação da suscetibilidade de populações em campo e para manter a efetividade dos ingredientes ativos.


Dessa forma, para que seja possível a implementação destas boas práticas agrícolas e para preservar a sustentabilidade de todo o sistema de produção, é fundamental a ação conjunta entre setores públicos e privados do agronegócio brasileiro, incluindo a indústria, as instituições de pesquisa, as universidades, os órgãos de regulamentação, os consultores, os extensionistas e os produtores.


Saiba mais sobre o manejo da resistência em nosso site!


댓글


Mais recentes
Siga-nos
bottom of page